O nosso blog

Aqui partilhamos ideias sobre Marketing Digital, Trabalho Remoto, Ferramentas, Branding e Comunicação. Leia aqui as palavras inspiradas da nossa equipa e de autores convidados por nós.

Desafios da comunicação na Economia Circular

por | 22 Dezembro 2022 | Empreendedorismo, Estratégia e Consultoria

Os modelos de negócio da economia circular, regenerativos por design, requerem novas dinâmicas de comunicação desde a fase de eco conceção até à gestão dos ciclos de geração de valor (longos, múltiplos ou regenerativos), envolvendo necessidades de comunicação interna e externa.

Comunicação Interna

Ao nível da comunicação interna podem considerar-se, por exemplo, aspetos críticos como requisitos legais e normativos, ou a divulgação de procedimentos que promovam operacionalmente a sustentabilidade ambiental, designadamente, práticas que permitam a redução de resíduos (ou a sua compostagem) ou a eficiência energética. 

Na perspetiva de criação de uma cultura de inovação circular os estímulos aos colaboradores e os sucessos da empresa devem ser partilhados e celebrados.

Comunicação Externa

Ao nível da comunicação externa, os modelos de negócio baseados na economia circular trazem desafios acrescidos, quer na perspetiva do ciclo de vida dos produtos e serviços incluindo o relacionamento com os atores pertencentes ao ecossistema, quer na perspetiva do relacionamento com clientes e consumidores.

Na perspetiva do ciclo de vida e do relacionamento com atores do ecossistema surgem aspetos de comunicação como, por exemplo, as necessidades de promoção do cumprimento dos requisitos legais, nomeadamente, a ausência de substâncias que suscitem preocupação na escolha das matérias-primas, a adoção de processos produtivos regenerativos, ou a partilha com entidades associativas e instituições públicas de novas abordagens de recolha, triagem, tratamento e valorização de resíduos.

Conclusão

No relacionamento com os públicos-alvo surgem novas necessidades de “educação de consumidores” familiarizando-os com novas propostas de valor centradas em modelos de circularidade com os quais não estão habituados. Por exemplo, através da promoção de novos comportamentos e hábitos de consumo, da desmaterialização de processos, da adoção de modelos que substituem a posse do produto por serviços que se baseiam na utilização, etc.

Sem esquecer todo o investimento necessário para que a empresa seja reconhecidamente associada a boas-práticas de sustentabilidade, sem falsas promessas que serão rigorosamente cobradas pelos clientes que sintam que a sua confiança foi defraudada. Claro!

Sérgio Lorga

Fundador e
Sócio-gerente na Newthinking e
Co-fundador na CO2Offset


Autor(a): Autor Convidado

0 comentários

Enviar um comentário

Qual é o seu desafio?

Estamos prontos para o receber e poder proporcionar excelentes experiências de marketing para a sua marca e negócio. Somos especialistas em descomplicar.