O nosso blog

Aqui partilhamos ideias sobre Marketing Digital, Trabalho Remoto, Ferramentas, Branding e Comunicação. Leia aqui as palavras inspiradas da nossa equipa e de autores convidados por nós.

O Futuro dos Dados

por | 15 Novembro 2021 | Estratégia e Consultoria, Empreendedorismo

O mundo digital encontra-se em constante evolução e, no que diz respeito à obtenção e tratamento de dados online, a situação não é diferente. Se tem estado distraído em relação ao tema, não se preocupe. Neste artigo encontrará as principais tendências sobre o futuro dos dados.

1. O desafio da privacidade

Hoje em dia, 87% dos consumidores veem a privacidade de dados como um direito humano, estando cada vez mais atentos e informados em relação ao tema. Em resposta a esta crescente preocupação, as regulamentações de privacidade a nível mundial cresceram nos últimos anos, sendo exemplo disso a introdução do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) pela União Europeia e a eliminação das third-party cookies nos motores de busca Safari e Firefox.

Com a morte anunciada das third-party cookies, haverá uma primeira fase de transição para o uso das first-party cookies. Esta é a solução para já adotada pela Google, que tem tentado encontrar alternativas para manter a privacidade e ir eliminando as cookies gradualmente, mas mantendo o foco no desenvolvimento de tecnologias sem cookies. Na vanguarda desta mudança encontramos a Apple, que, por exemplo, no iOS 15, irá bloquear o tracking por IP e ativar um sistema de anonimato de email. No entanto, terá ainda de ser desenvolvida uma boa solução tecnológica para colmatar a necessidade das cookies.

Todas estas mudanças na recolha de dados implicam uma profunda alteração na forma como os mesmos são medidos e analisados, pois haverá menos dados disponíveis e a publicidade não será tão personalizada e detalhada como antes. Os modelos de medição, anteriormente baseados na observação, passarão a ter por base a extrapolação de dados.

O grande dilema que fica no ar é: Como manter o ecossistema de publicidade online conciliando a privacidade dos utilizadores?

2. Data e e-commerce

Dados e e-commerce são realidades intimamente ligadas, mas o foco deverá continuar a ser o cliente e as suas necessidades. E, num mundo de negócios que se pretende cada vez mais Omnichannel, integrando o comércio online com o físico e proporcionando o mesmo nível de experiência personalizada em todos os pontos de contacto com o cliente, os dados têm uma relevância enorme.

Os dados ajudam os negócios a prever o futuro e a gerir ativamente as diversas variáveis da sua relação com o cliente. Sendo que, numa época em que o custo de aquisição é cada vez maior, torna-se crucial aumentar a sua retenção, maximizando as oportunidades de venda e personalização.

O futuro passará por criar valor para o cliente, para que este disponibilize os seus dados voluntariamente e assim seja possível sobreviver a uma época sem cookies.

3.  Relação dos dados com as redes sociais

No que toca à análise de dados de redes sociais, as ferramentas disponíveis são inúmeras, gerando dados preciosos para uma eficaz gestão das mesmas.

Desde ferramentas baseadas em inteligência artificial, como a Echobox, que deteta as palavras-chave dos posts e as cruza com as tendências da net, indicando os posts com maior potencial de se tornarem virais; passando pelo Chartbeat, que em tempo real nos diz de que canais está a ser gerado o nosso tráfego e quais os artigos que estão nas tendências; terminando com o nosso tradicional Google Analytics, as opções são infindáveis e difícil mesmo será escolher por quais optar.

4. GA4 – O Futuro do Web Analytics

Do Universal Analytics evoluímos agora para o Google Analytics 4, sendo que esta ferramenta não traz apenas uma nova interface, traz também uma nova forma de trabalhar, baseada em eventos, e uma nova dinâmica de medição, vindo já preparado para monitorizar eventos específicos relacionados com a interação do utilizador, como scrolls, outbound clicks, etc.

O GA4 resulta da fusão do Firebase com o Google Analytics, tornando a utilização dos signals mais eficiente e colocando assim web e app debaixo do mesmo telhado. Tem um novo user interface, com debug mode, mais rápido, mais eficaz e mais simples. É 100% orientado para a experiência dos utilizadores, com pesquisa inteligente para tirar o maior partido dos dados. Os funis tornam-se mais orientados para o negócio e permite integração com BigQuery, que até agora apenas estava disponível para GA360. Vem resolver um dos principais problemas atuais: o cross-platform tracking, conseguindo identificar o mesmo utilizador, quer entre por web ou app.

É uma ferramenta mais orientada para a nova forma de ver a informação. No entanto, ainda tem limitações e apenas no início de 2022 deverá começar a funcionar a 100%.

Em suma, os dados têm e continuarão a ter uma importância vital para o crescimento dos negócios. No entanto, é crucial que se proceda ao desenvolvimento tecnológico de formas alternativas para recolha de dados dos utilizadores, que conciliem o respeito pela sua privacidade com o ecossistema de publicidade online.

Autor(a): Andreia Lopes

Project Manager at WEbrand Agency

0 comentários

Enviar um comentário

Qual é o seu desafio?

Estamos prontos para o receber e poder proporcionar excelentes experiências de marketing para a sua marca e negócio. Somos especialistas em descomplicar.